quarta-feira, 13 de Agosto de 2014

Cheira a Mãe!



Via

A Letícia a abraçar a mãe.

- Ó, mãe, cheiras tão bem! É o melhor cheiro do mundo!... É tão bom o teu cheiro que devia ser vendido em frascos!

sexta-feira, 8 de Agosto de 2014

Avós em Redenção

Quando tiveram filhos pequenos, pouca importância lhes deram. Não tinham paciência, nem disposição para os ouvir, brincar com eles, ou mesmo ajudá-los nos trabalhos da Escola.
Tolerância zero para as tolices, mais frequentemente ingenuidades de crianças, a que chamavam asneiras e castigavam fisicamente.
Não lhes ouviam os medos, antes os instigavam com a distância e falta de compreensão. Não lhes davam colo, beijos e abraços, porque não sabiam como fazê-lo, não os tendo recebido dos seus pais.

Todavia, não lhes faltaram com um tecto que os abrigassem e comida na mesa.
Hoje, olhando para trás, dizem em modos de explicação que foi tudo por falta de tempo. Que andavam muito ocupados a ganhar a vida. E agora, como têm o tempo que a merecida reforma lhes proporciona, dedicam-se a fazer aos netos, tudo o que recusaram aos filhos. E mais porventura.

O que me preocupa, são os pais dos netos, prisioneiros ainda da educação da infância, a perpetuar formas de estar, ser e ensinar, sem conseguirem quebrar os ciclos.

quarta-feira, 6 de Agosto de 2014

Alugar brinquedos em vez de comprar?

Catavento cortesia de Alugar para Brincar

Tenho a impressão que em cada casa com crianças que conheço, os pais poderiam fazer do quarto de brincar uma loja aberta ao público. Cá em casa, poderíamos. 
É com bastante pena que olho os brinquedos esquecidos e sem uso, frequentemente a desarrumar os espaços, lamentando o dinheiro despendido, que agora me parece ter sido excessivo.

Porém, as crianças precisam de brincar, não apenas para se entreterem, mas porque também fazem exercício físico, desenvolvem a motricidade fina e grossa, a imaginação, a comunicação, o calculo, etc. proporcionando-lhes lições valiosas que aplicarão nas suas vidas.
Portanto, os pais e educadores devem facultar-lhes condições para tal. É também certo que as crianças se cansam muito dos brinquedos. Que exigem uma rotatividade que implica novidade, o que leva ao consumo excessivo. Isto, pesa-me sobremaneira, no entanto, existe agora uma solução excelente para mudar este cenário, que tal, em vez de comprar os brinquedos, apenas alugá-los?


 " A  Alugar para brincar- é a primeira loja online de aluguer de brinquedos a operar na região Norte.

A Alugar para Brincar dirige-se a todos que queiram proporcionar o máximo de divertimento às crianças dos 0 aos 6 anos. Há brinquedos para todos: particulares, festas, férias, eventos empresariais, salas de espera, organizadores de festa, produtores de catálogos. A sua oferta inclui marcas de referência, privilegiando-se o brincar em família e brinquedos diferenciadores em relação à oferta atual do mercado, de qualidade e duradouros. 

 As condições de segurança são cuidadosamente analisadas para a sua inclusão na oferta, bem como é rigorosa a higienização após cada utilização. A visão da empresa é oferecer mais diversão às crianças e maior qualidade de vida aos seus familiares e demais clientes, disponibilizando um serviço que promove o consumo sustentável, a prática do reuso, a valorização da partilha, a responsabilidade do cuidar e o poupar dinheiro, tempo e espaço.
São mais diversões por menos dinheiro, pois ao alugar um brinquedo, o cliente particular paga em média apenas 20 por cento do seu preço de venda no mercado e todos os meses pode trocar por outro brinquedo!
Para os adultos a preocupação assenta na qualidade e no custo dos brinquedos. Para as crianças o que conta é a quantidade e a variedade, mas depressa se desinteressam, colocam os brinquedos de lado para se entusiasmarem com os novos.
Além disso, muitos dos brinquedos têm um prazo de uso muito curto. Após cumprirem a sua específica tarefa de ensinar e estimular são arrumados. Outros brinquedos a destacar são os das férias: ocupam mais espaço, têm um custo mais elevado e são gozados num período de tempo mais reduzido. Os escorregas, o baloiço, a casa de jardim são alguns exemplos de brinquedos sazonais que só reúnem vantagens em ser alugados!
Para as festas, férias e empresas, os pacotes são personalizados, de acordo com as preferências.
As entregas/recolhas são gratuitas e feitas ao domicílio no Grande Porto, Viana do Castelo, Esposende, Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.
1, 2, 3 e troca de brinquedo outra vez."

Uma opção a considerar para mudarmos hábitos que se vão provando obsoletos. 

segunda-feira, 4 de Agosto de 2014

Um dejá-vu

Tão certo como as mais assertivas leis universais que regem o cosmos, é a nossa ignorância relativamente ao estado calamitoso das finanças, que nos prostra indiferentes ao que os senhores do governo decidem fazer, como seremos nós, mais uma vez, a pagar a factura.

Não importa o que dizem comentadores, economistas de renome, políticos aparentemente isentos, e ministros da nação.
Não nos espera um fim feliz, mas antes uma "never ending story".

sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Coincidências

Via
Navegava pelo quadro de citações do Pinterest, quando ouvi na televisão o anúncio: Está aberto o casting para a Casa Dos Segredos. E me lembrei de que não há coincidências.

quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Desembaraçador do Cabelo Caseiro



Houve uma época que eu comprava Desembaraçador do Cabelo para a Letícia, pois a cabeleira comprida tornava-se difícil de pentear, sem muitas reclamações. Entretanto, abandonei esse hábito por ser mais um químico que punha no sistema da minha filha.

Recentemente, encontrei esta receita, cujo objectivo não era propriamente esse, mas revelou-se um Desembaraçador tão eficiente, que tenho mesmo de partilhar. Sobretudo estando em época de banhos diários, de lagoa, mar e piscina!

Desembaraçador do Cabelo Caseiro
Um copo de vinagre de maçã
Dois copos de água

Misturar tudo. Lavar o cabelo como habitualmente e retirar muito bem o champô, para não ficarem vestígios de químicos no cabelo. Derramar a solução de vinagre no cabelo ( cuidado para não deixar cair nos olhos, pois arde!), massajar delicadamente durante alguns minutos, e passar água fria ou gelada. 
Limpar e pentear, sem dramas!

O cabelo não fica a cheirar a vinagre, o odor do champô persiste, fica muito macio e fácil de pentear, e com um aspecto brilhante e saudável.